sábado, 4 de abril de 2009

Para Laura


.
.
Leia também:
Alma de Poesia /Gritos Verticais /Natureza Poética /O Poema de Cada Dia /Poética Herética /Raiz de Cem /Sons de Sonetos

10 comentários:

  1. O encanto nas entrelinhas, o encanto nas palavras.
    Lindo poema.
    Obrigado por seguir o @dis-cursos.

    ResponderExcluir
  2. Que beleza. "Dá às palavras o brilho dos pirilampos e a leveza das bailarinas". Sensacional Rita, parabéns.

    ResponderExcluir
  3. Talvez só as fadas tenham a inocencia das crianças
    beijos

    ResponderExcluir
  4. ou talvez só as crianças possam descortinar bailando encantadas ao universo mágico das palavras. Lindo blog!

    ResponderExcluir
  5. Que tenhas uma feliz Páscoa, com fé e esperança renovadas em teu coração.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  6. Lindo Poema, e a imagem perfeita.

    Feliz Páscoa pra vc e sua familia.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Há mesmo infinitos encantos nas entrelinhas...

    Beijos mil!!!

    ResponderExcluir
  8. Rita, a Laurinha é mesmo uma graça! Lindo poema, ela é uma criança encantadora, a descreveste muito bem: Laura é uma fada! Beijos.

    ResponderExcluir
  9. lindo poema. Que sua seman seja poetica como vc. sucesso

    ResponderExcluir